O ser humano tem uma capacidade de aprendizagem incrível, mas com o avançar na idade a motivação para aprender vai diminuindo: segundo a revista Harvard Business Review (HBR),“enquanto adultos, estamos mais interessados em preservar o que aprendemos, ao ponto de resistir a qualquer informação – e dados – que desafiem as nossas visões e opiniões”.

“Agora é mais vantajoso ignorar nova informação do que absorvê-la”, à custa do constante estímulo que nos rodeia e da informação de rápido consumo que nos enche a caixa do email, o feed das redes sociais, causando cansaço e saturação ao fim do dia. Por vezes é difícil fazer um filtro de tudo o que nos chega, pelo que acabamos inevitavelmente por pôr “no mesmo saco” informação vazia e conteúdo relevante.

O objetivo de produzir mais e melhorar resultados diariamente mantém-se nas empresas, mas há ligeiras diferenças. A HBR defende que os empregadores preferem apostar em alguém que demonstre “a capacidade geral de desenvolver a especialização certa no futuro, particularmente se o conseguirem fazer consistentemente e passando por várias posições”.

Estabilidade não significa, de todo, estagnação: acredite que isso não lhe sabe bem a si nem impressiona o seu patrão. Por isso, procure alargar os temas e as ferramentas que domina para melhorar o seu desempenho profissional, valorizar o seu currículo e trazer-lhe oportunidades importantes.

Pense nas mais-valias que o colocaram na posição que ocupa:

     Uma formação adicional

                               Uma especialização singular

                                                            Uma língua estrangeira imprescindível

                                                                                                   Um software muito requisitado

                                                                                                                                      Uma experiência aprofundada

Se verifica que encaixa neste perfil mas que a estagnação se apoderou de si ou está à espreita, procure (in)formar-se sobre o que está a acontecer na sua área, participe em workshops relevantes, visite feiras empreendedoras, procure contactos interessantes, subscreva newsletters e expanda a lista de comunicações que lhe trazem sempre algo mais.

 

Ponha as mãos na massa

Sabemos que dar o primeiro passo nem sempre é fácil. A revista considera que “para resistir às distrações digitais e ter a disciplina necessária para aprender requer curiosidade e uma mente faminta”.

Mas esqueça as desculpas que repete para si: dos benefícios mentais à evolução no emprego, dar continuidade à aprendizagem é determinante e amplamente acessível.

Numa era em que a oferta de cursos e preços não se esgota, já não há razões para não investir em si: de blogs online a workshops de fim de semana, há opções para todos os gostos, horários e carteiras.

A internet trouxe uma panóplia de plataformas onde pode aprender de tudo – desde técnicas culinárias a softwares de arquitetura. Para quem tem uma agenda preenchida ou horários variáveis, é uma excelente opção e, em muitos casos, tem até um certificado de frequência.

Se, por outro lado é fã do cheiro de cadernos novos e gosta de pôr a mão no ar para fazer perguntas, procure a escola ou centro de formação mais adequado às suas expetativas e agenda.

Além disto, tenha em que conta “o elemento diferenciador”, segundo a publicação, “não é o acesso aos dados, mas sim a capacidade de os usar, a capacidade de traduzir a informação disponível em conhecimento útil”.

 

O que fazer?

Deixamos alguns conselhos úteis para se lançar a novos desafios, a partir do HBR:

  1. Escolha a escola certa: aquela que mais se adequa ao que procura e a quem é, enquanto pessoa e profissional
  2. Reserve tempo para aprender: perceba quais os melhores momentos e locais, anote na agenda o tempo que guardou para o curso e leve isso tão a sério como uma reunião com o chefe; tome a iniciativa em vez de esperar que alguém lhe indique o que tem de aprender; seja 5 minutos ou 1 hora, qualquer avanço diário conta
  3. Ignore as suas forças: dedique mais tempo a trabalhar os seus pontos fracos, seja a nível técnico ou em soft skills; este trabalho traz novos conhecimentos, multiplica os seus pontos fortes e traz-lhe a sensação de conquista
  4. Aprenda com os outros: a interação com pessoas nos círculos pessoais e profissionais pode trazer novos hábitos, práticas e conhecimentos
  5. Foque-se no caminho: como numa longa corrida, o desespero e a desistência podem apoderar-se de nós se só pensarmos em chegar à meta; o percurso até lá deve ser aproveitado para nos dar hábitos de aprendizagem e nos ensinar a aproveitar cada conquista

 

Aprender na Olisipo

Ao longo de mais de duas décadas no mercado das Tecnologias de Informação, a Olisipo mantém como um dos seus pilares a valorização e a aposta na formação profissional de cada colaborador. No fim do dia, é isso que trará melhores resultados e garante o sucesso de uma equipa e de um projeto.

Através de cursos e exames de certificação gratuitos para os seus colaboradores, no centro Olisipo Learning, a empresa permite que cada pessoa dê seguimento à sua aprendizagem, melhorando o seu desempenho profissional e trazendo sucesso a toda a equipa.

Desenhando cursos para dar uma resposta concreta e objetiva às necessidades formativas dos colaboradores, o centro Olisipo Learning oferece uma vasta carta de cursos e formações para os especialistas e utilizadores de Tecnologias da Informação.

Pensando nas potencialidades do mundo digital e online, a grande aposta do ano na Olisipo foi a plataforma Udemy, que coloca à disposição dos colaboradores mais de 2 mil cursos relevantes. Dominar uma ferramenta, aprender outra ou manter a prática é possível; sem constrangimento de horários nem materiais,  no conforto de casa ou numa esplanada, só é necessária ligação à internet e vontade de aprender.

Descubra mais sobre as formações no centro Olisipo Learning e não deixe escapar as melhores ofertas para si e para a sua carreira.

Cada dia é uma nova oportunidade de aprender algo novo e desafiante, desenvolvendo não só a sua carreira como a sua mente. Mais conhecimento pode trazer mais conquistas, potenciando a sua realização enquanto profissional e enquanto pessoa.


Joana Cidades

Marketing and Brand Manager