Desafios presentes e futuros no mercado de fornecimento de RH

No rescaldo da distinção da Olisipo nos Melhores Fornecedores RH 2020, a revista PESSOAS convidou-nos a escrever sobre os desafios do presente e do futuro. Estas são as respostas do Bernardo Mota, COO da Olisipo, com base na nossa experiência e nas tendências observadas e não em futurologia.

Os maiores desafios atuais do mercado de fornecimento de recursos humanos

De forma simples e directa: responder à crescente procura e garantir a retenção dos quadros. Já não é uma novidade o enorme desequilíbrio entre oferta e procura no mercado de profissionais de TI em Portugal. Este gap provoca não só uma enorme pressão no processo de pesquisa e selecção mas também na retenção dos quadros a custos controlados para as empresas.

Se uma das respostas óbvias passa pelo aumento de investimento em universidades e escolas técnicas, na Olisipo achamos que outra vertente será claramente a reconversão de carreiras, até pelo natural processo de eliminação de profissões decorrentes da evolução tecnológica.

Neste sentido o mercado de formação também terá de se adaptar a esta velocidade e objectivo, alterando os seus cursos de modo a aproveitar as competências existentes para as complementar de modo a responder aos perfis técnicos mais requisitados pelo mercado. No fundo é seguir no mercado da formação a mesma tendência de usar metodologias agile que se está a observar na gestão de empresas.

E os próximos 5 a 10 anos?

Muito diferentes, tendo em conta o ritmo do desenvolvimento tecnológico e da forma como tem mudado as organizações. O conceito de trabalho remoto, deslocalizado e descentralizado é uma tendência que se está a afirmar e que poderá ainda levar o seu tempo a ser expressiva, mas será tão ou mais transformadora do que outros exemplos que observámos nos últimos anos. As empresas vão poupar em instalações e os funcionários em deslocações. Vamos perder interação entre equipas mas ganhar qualidade de vida. Vamos trocar alguma cooperação por grandes ganhos de produtividade.

Para as empresas de outsourcing nas áreas das tecnologias, o mercado vai continuar a crescer graças às operações de nearshore, ou seja, graças a clientes longe do sítio onde vivem e trabalham os seus técnicos. Aliás, é o crescimento acentuado do mercado de nearshore que vai acabar por forçar o mercado em geral a adoptar a tendência do trabalho remoto, pois é exatamente dessa forma, com a deslocalização de equipas, que o mercado vai poder continuar a crescer…

Finalmente, relativamente a profissões e perfis, tudo aponta para o reforço da procura nas vertentes da Inteligência Artificial; Serviços Cloud e Automação.

João Paiva

Head of Marketing & Communications

Yeah!

Your message was successful sent.

OK

Hey

We use cookies to offer you a better browsing experience, analyse site traffic, presonalize content, and serve targeted ads. Read how we use cookies and how you can control them in our “Cookie Settings”.
By using our site, you consent to our use of cookies.

> Cookie Settings

√ Accept Cookies